Mostarda

Posted by : Ewerton Vulto Sena | quinta-feira, 6 de julho de 2017 | Published in

- Aí cara, tem como me passar a mostarda, por favor?
- Oi?
- A mostarda, tá aí do seu lado, passa ela.
- Não acredito que você tá fazendo isso.
- Isso o quê? Só to te pedindo a mostarda que tá aí do seu lado.
- Não, não to falando do pedido.
- Tá falando do que então?
- Que raio de pergunta foi essa?
- Perguntei do que você está falando...
- Não, não to falando da pergunta anterior, to falando do raio de pergunta com que você começou o texto...
- Hã?
- Esse “Tem como me passar a mostarda?” não soou muito bem.
- Como assim?
- Cara, essa frase é muito ruim pra começar um texto, vai por mim.
- Opa! Péra aí, eu estou mesmo ouvindo isso? Você está criticando a minha maneira de começar um texto?
- Não cara, to só dando um toque. Começar um texto com um travessão e uma frase do tipo “Me passa tal coisa” não é das coisas mais inteligentes de se fazer.
- Posso saber por quê?
- A questão estética meu rapaz, o começo do texto é a alma dele. Ninguém vai querer ler algo que comesse com “Por favor, me passa a mostarda”. Ainda mais se tratando de...mostarda...Argh!
- Que que tem a mostarda?
- Nada, nada. Eu odeio mostarda, só isso...
- Ah, mas isso é você.
- É, mas não sou o único que não gosta, e você sabe disso.
- Mas...
- Você sabia que 20% da população mundial odeia mostarda?
- É, mas que diferença faz isso?
- Toda a diferença amigo, toda a diferença! São 20% menos pessoas que lerão seu texto até o final.
- E daí?
- E daí?? Já dizia Titus Maccus Plautus: a mostarda é horrível veneno!
- E quem diabos é Titus Maccus Plautus?
- Ah, é um ator italiano aí...
- A tá, e eu vou mudar o meu texto inteirinho por conta de um desconhecido que diz se basear no argumento de um ator italiano???
- Cara, só estou tentando ajudar, eu não leria um texto com esse começo...
- Eu já disse, isso é por que você não gosta de mostarda, não tem nada a ver com o texto ser bom ou ruim.
- Isso é uma questão de ponto de vista meu jovem.
- Gostar de mostarda também é.
- Exato! Mas é ponto pacífico que um texto que começa desse jeito não é um bom atrativo de leitura!
- Mas que absurdo!
- O que é absurdo? O fato de sua frase esdrúxula não atender os requisitos básicos para começar um texto de maneira a incentivar uma boa leitura?
- Não! O fato de eu estar ouvindo desaforos de um desconhecido com relação a um texto que só vai servir para colocar no meu blog!
- Tá aí, você vai colocar no blog para as pessoas lerem, não vai?
- Ninguém nem lê meu blog direito!
- Exato!
- Exato o quê?
- Ninguém lê seu blog por que você deve começar todos os textos parecidos com esse aqui. Por isso ninguém lê seu blog.
- Tá bom sabidão, O que eu preciso fazer para as pessoas começarem a ler mais meu blog então?
- Bom, pode começar tirando a maldita mostarda do começo de seus textos!
- Jamais! A mostarda fica onde está! Ponto final.
- Tá bom, então não pego ela pra você.
- Como assim?
- A mostarda, você acabou de dizer “Jamais! A mostarda fica onde está! Ponto final”.
- Hã?
- Acabou de me dizer que não quer mais a mostarda que me pediu no começo do texto.
- E depois de toda essa discussão nem quero mais mesmo!
- Ótimo, assim não preciso esticar meus braços pra pegar nesse vidro nojento...Argh!

(0) Comments

Leave a Response